Eu sofri para amamentar – E MUITO !

Faz tempo que estou querendo escrever este post a respeito deste assunto.

Contar como foi a minha experiência sobre a amamentação.

Antes de ter o Thomas eu já sabia que iria sofrer para amamentar, mas não tinha a dimensão de quanto seria.

Quando o Thomas nasceu, já no hospital tentei dar o seio para ele sugar. E aos poucos ele foi sugando…mas o leite ainda não tinha descido. E eu nem sabia direito como era isso.

Fique 3 dias no hospital. Chegando em casa, e se passando 1 semana de nascimento, eu ainda não tinha leite para dar ao Thomas. Comecei a ficar agoniada, preocupada.  Estava me sentindo mal, perdida, bem abalada emocionalmente (até porque psicologicamente também não estava bem). Então comecei a pensar que não ia ter leite. Isso porque a minha médica passou um remédio para ajudar na descida do leite.

Acabei que fui pedir ajuda no banco de leite daqui da minha cidade, chamado “Projeto Casulo”. E lá eles me explicaram que o leite pode demorar algumas vezes para descer, mas que sempre desce. No meu caso foi no 12° a 14° dia. E eles também me ensinaram como eu deveria pegar o meu seio e oferecer ao bebê. Quais posições que o bebê poderia ficar para mamar. Como eu deveria fazer o revezamento dos seios. Enfim, muitas informações que nós mamães de primeira viajem, e muitas mulheres de várias viagens podem ainda não saber. Informação útil !!! Coisas que deveríamos aprender pelo menos nos cursos de gestante que são dados por aí.

Eu fiz um curso de gestante e olha que foi ainda por uma empresa de nome e a meu ver foi bom sim. Mas existem muitas coisas ainda que podem ser melhoradas. E estamos aqui para isso.

Bom, então o meu leite desceu e eu fiquei muito feliz. Minhas mamas encheram, ficaram bem maiores do que como eram (OBA), e tinha leite.

Mas como tinha dado os meus seios ao Thomas 1 semana sem conhecer estas informações, acabou que os meus bicos racharam. Eu acho que foi um pouco por causa disso. Mas também acho que cada mulher tem uma certa sensibilidade a mais do que outras.

Bom aí veio sofrimento das rachaduras. Thomas mamava de 1 em 1 hora. E quando eu levantava para dar de mamar, logo já pensava “chorando” que iria sofrer fisicamente.

Eu posso dizer que sofri mais para amamentar do que com a cirurgia da cesárea. Cada sugada que o Thomas dava era uma DORRRR TERRÍVEL, tinha vontade de morder alguém, de beslicar..,. A dor era imensa. Uma dor física insuportável a ponto de me fazer a repensar na amamentação pelo seio ao Thomas.

Ter como opção tirar o leite com bomba e o oferecê-lo na mamadeira. E esta realmente foi uma de minhas opções. Eu tinha um seio que estava mais dolorido. Então, eu fazia assim, tirava o leite com a bomba elétrica Medela (que por sinal é ótima) e não doía, assim preservava um pouco mais o meu seio, e enquanto ele cicatrizava eu ia dando o meu leite na mamadeira ao Thomas.

E olha que eu tentei de tudo hein, todas essas pomadas de cicatrização, mamare, casca de banana, mel, o próprio leite materno, banho de sol e banho de lâmpada. Mas não teve jeito eu TIVE que passar esta dor. Esta dor era minha e eu tinha que passar por ela.

Mas não desisti. Depois de 1 mês amamentando o Thomas, algumas vezes eu ainda sentia dor. Mas cicatrizou e daí sim pude sentir o prazer que é o de amamentar.

Dei de mamar ao Thomas até ele completar 5 meses. Ele chorava muito de cólicas. Muitos falam que depois dos 3 meses as cólicas somem, mas a do Thomas não sumia. O meu leite foi secando e tínhamos que completar com leite artificial.

Ainda penso que poderia ter dado um pouco mais pra ele. Mas teria que ter sabido os reais motivos do sofrimento dele, e só conseguimos saber quando ele tinha 6 meses de idade. Descobrimos que ele tinha e ainda tem alergia à proteína do leite de vaca, mas este é um assunto para outro post.

É …não é fácil ser MÃE não. Mas a gente arruma força. Deus nos dá força para conseguirmos passar por todas as dificuldades. Quem disse que as coisas boas da vida são fáceis, sem sofrimento. Eu que o diga !!!

O que eu realmente gostaria de recomendar as mamães é que se orientem mais sobre a amamentação. Leiam tudo o que puderem. E se tiverem um banco de leite para irem antes de ganhar o bebê, para entender mais sobre como as coisas são na prática, é a melhor coisa.

A gente sabe também que cada um tem uma experiência vivida e a ser vivida. Que cada uma tem certo tipo de dificuldade. Mas quando você tem uma família que te apóia e um EXCELENTE profissional você terá menos dificuldades.

Outra coisa que eu queria deixar como mensagem é que mesmo sofrendo muito, não desistam de amamentar. O seu leite é o melhor alimento para o seu filho. E você é responsável pelo seu filho. E só você e mais ninguém pode dar isso a ele. Seja forte ! Peça ajuda ! Ore ! Vá até o seu limite, ao máximo, que você conseguirá !!!

Espero ter ajudado. Esta foi a minha experiência de amamentação (ainda preciso contar mais) com o meu filho Thomas e o meu marido Tony, que me ajudou muito nesta fase tão difícil e delicada.

Grande beijo e muita força !

Anúncios

3 comentários em “Eu sofri para amamentar – E MUITO !

  1. Prezada Samantha, futuras mamães e todas integrantes deste universo maravilhoso da vida!
    Eu compartilho do mesmo sofrimento na amamentação!!!

    Tenho uma filha de 02 anos e 09 meses, minha linda Mariana e o único problema que posso destacar de tudo nesta incrível experiência desde à concepção até agora, é de fato, o sofrimento na amamentação.

    Já antecipo, que todas mulheres quando decidem ser mães, e falo isso às minhas amigas e qualquer ao meu redor…que é muito importante já na gestação, verificar e utilizar as conchas de amamentação que preparam os seios antes de ganhar o(s) bebê(s).
    Se eu soubesse da existência desse produto e que poderia usar logo no 7º e 8º mês, com certeza teria feito, pois temos a idéia equivocada que um bico grande já é o suficiente, mas a concha ajuda muito mais na preparação do bico, da espessura da pele e tudo mais.
    http://guiadobebe.uol.com.br/preparando-os-seios-para-amamentar/
    Minha maior dificuldade foi pela falta de conhecimento em saber como a boca tem que encaixar na hora…e…, embora as enfermeiras expliquem (cada uma da sua maneira), não foi o suficiente e minha filha sugava o bico até que na 2º semana de amamentação, fiquei completamente machucada e sangrando….a dor é mesmo TERRÍVEL, e a vontade ao mesmo tempo era ENORME dela se alimentar independente da dor que eu sofria. Mas a vontade não foi suficiente, e tive que recorrer a tudo…..amigas e colegas..nenhuma teve problema e me deparei com a falta de ajuda nisso…me pareceu um tabu e que ninguém poderia revelar a sua dor, senão seria uma mulher-mãe muito frágil no mundo!!!!
    Então, fiz de tudo que pesquisei….coloquei casca de banana, mamão, pomada, bico de silicone, óleo, etc….até que, ao recorrer na ajuda de profissionais no hospital, fui orientada a usar um disco de geléia importado, mas tinha que parar uma semana de amamentar para recuperar a pele do bico. (fiquei sem bico mesmo)

    Enfim, o resultado é que tirei leite com a bomba, e ao voltar com o seio, minha filha acostumou com o bico da mamadeira e me recusou mesmo com diversas tentativas. Amamentei entre leite tirado e peito durante apenas 04 meses e meio, por que secou o peito e fiquei fragilizada no aspecto emocional e psicológico.
    Independente de tudo, minha filha é bem saudável, linda e não tenho mais problemas este assunto, já encaro como uma experiência que devo levar de auto-ajuda pública (ex.:esta oportunidade)

    Força a todas! E espero ter contribuído com uma pequena parcela neste incrível universo das mamães e parabenizo a você, Samantha pela especial e valiosa iniciativa em compartilhar um assunto tão delicado e importante para todas nós.
    beijos.
    Quézia

    http://guiadobebe.uol.com.br/preparando-os-seios-para-amamentar/

  2. Olá Quézia, faz tempo que estou querendo responder ao seu comentário. Então, primeiro gostaria de agradecer a sua participação no blog contando a sua experiência.
    Eu também usei estas conchas, esqueci de mencionar no post. É que são tantas coisas que a gente não lembra de tudo. E mesmo assim SOFRI muito. Acho que cada um tem que viver uma certa experiência né. Faz parte do processo de ser mãe.
    Espero continuar contribuindo para as mamães.
    Obrigada pela sua contribuição.
    Beijos

  3. Estou morrendo de medo, tenho uma filha q acabou de fazer 2 anos, eu sofri mto para amamenta-la, até os 6 meses ela mamava leite com sangue, meu seio ficou em carne viva, sei muito bem o q é essa dor que vc falou, ela mamava de 3 em 3 horas e eu chorava de 3 em 3 horas as lágrimas desciam, eu me arrepiava toda, suava frio, era uma dor insuportável, foi a pior dor q já senti na vida eu comparava como se tivessem pegando o meu bico e esfregando no asfalto quente, sem dar tempo de cicatrização. Foi Deus, o apoio do meu marido e amor por ela, q me fizeram suportar. Ela parou de mamar com 11 meses e até hje ainda sai casquinha do meu seio. Na época eu usei mamare, concha, pomada Lanidrate, bico de silicone, casca de banana… Agora estou grávida novamente, estou no 4º mês e meu seio já está doendo,estou desesperada. Perguntei p/ meu obstetra uma dica, ele falou: “REZE muito!” É até engraçado, a resposta dele, mas já estou apavorada só de pensar na amamentação. Se alguém tiver uma dica interessante e eficaz, favor me falar. Bjs galera!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s