Meu resumo sobre o livro Casamento à Prova de Bebês – Parte 1

O meu objetivo inicial era colocar um único post sobre o meu resumo deste livro. Mas já passou tanto tempo depois da minha leitura e como já tinha feito uma parte significante, estou postando este resumo Parte 1 (que vai do Cap. 1 ao 4). Quem gostar e tiver se interessado pelo continuação, aguardem que prometo finalizar.

Eu fiquei sabendo deste livro antes de engravidar. Sabia que um dia teria que lê-lo.

E já faz um tempo que eu consegui fazer isso. E foi exatamente quando eu estava precisando. E agora, um bom tempo depois de ter lido. Sinto que seria bom ler de novo. Porque já se passou algum tempo, e sinto que ele ainda pode me ajudar um pouco mais.

Neste post eu vou contar um pouco dos tópicos que ele aborda. Eu acho que não só a mulher, como o homem deveria ler este livro.  Afinal estamos falando de casamento (casal). Mas daí vai depender do interesse do homem, e realmente não são todos que gostam de ler esse tipo de livro. Aliás nem algumas mulheres gostam.

O livro está dividido nos seguintes tópicos abaixo. Abaixo aos tópicos vou colocar o meu resumo.

1. Como viemos parar aqui? Ter filhos muda tudo

Este primeiro capítulo fala da revolução que um filho faz na vida de um casal. Principalmente na vida daqueles casais, que já moravam juntos, que tinham as suas vidinhas organizadas. Passeavam, viajavam, faziam o que davam na telha.

Trata-se do desconhecimento por parte dos novos pais da nova realidade. Do abrir mão de muitas coisas. Principalmente do tempo. Do tempo do casal, do tempo pra você.

Uma mensagem importante é a atitude. A atitude no casamento depois dos filhos é muito importante. Você tem que mudar seu pensamento e sua maneira de agir com relação à algumas coisas, como: uma nova maneira de ser (agora ser pai e mãe), fazer coisas pelo companheiro, não tentar ter a mesma vida de antes (confesso que por um bom tempo isso é muito difícil), saber que alguns momentos difíceis são só uma fase e que vai passar, fazer o suficiente para algumas coisas e considerar como bom (por exemplo, como a organização da casa) e saber que a felicidade de um depende da felicidade do outro. 

Por mais que o casal tenha planejado o filho, ter tomado esta decisão no melhor momento da sua vida, ainda sim este casal passará por uma mudança radical de vida. Uma mudança que só passando por ela que dá realmente para saber do que se trata.

Antes de ter filho eu sempre ouvi as pessoas me dizerem que muda tudo, que é difícil, que dá trabalho. Mas só vivendo que eu realmente pude saber o quanto que a minha vida tinha mudado. Na verdade pra tudo na vida é preciso ter a experiência para saber como é. Dirigir, namorar, beijar, morar junto, casar, trabalhar, perder uma pessoa querida e ter filhos. Só sabe quem realmente passou por isso.

2. Bum! Chegou o bebê-bomba! Bem-vindo ao campo de batalha

Este título pode soar um pouco mal. Mas lendo o livro dá pra entender um pouco esta sensação da bomba que se fala. É importante dizer que este livro foi escrito por três mães que vivenciaram estas mudanças em seus casamentos após a chegada dos filhos.

Este capítulo fala um pouco do começo dessa passagem para a vida com filhos. Os primeiros meses, você voltando com o seu filho pra casa, sem saber muito o que fazer. Sem saber ainda o que sentir, os sentimentos vão se criando dentro de você. O stress dos primeiros meses, as cólicas do bebê, as noites sem dormir (que podem durar muito mais do que 3 meses, que foi o meu caso), o fato de você não ter tempo pra nada, a importância da ajuda, a ausência TOTAL de sexo (mais de interesse dos homens, porque nós mulheres nem queremos saber disso), enfim um caos …rs

Depois da turbulência as coisas vão se ajeitando e o importante é que o casal junto consiga ver o seu papel agora neste novo cenário. O que o papai pode fazer pra ajudar a mamãe. O que a mamãe pode fazer, para deixar claro para o papai, o que ele pode fazer para ajudar a mamãe…eheheh.

Gostaria de falar particularmente sobre a AJUDA. A ajuda que no começo pode ser da mãe, da sogra, da irmã, da tia, da vizinha, da amiga ou da empregada. É importantíssimo pensar nesta ajuda antes de ganhar o bebê. Esta ajuda é necessária sim. Nós mulheres precisamos muito desta ajuda. A gente precisa descansar, tomar banho, comer, nossas roupas e as do bebê precisam ser lavadas, a casa precisa ser limpa e etc… Como fazer tudo isso no começo? Ainda mais se você acabou de passar por uma cirurgia? E sem contar que emocionalmente a maior parte das mulheres ficam abaladas. E não só com a chegada do primeiro filho, como em alguns casos, mas na chegada do segundo também. Então não vamos ser orgulhosas, vamos ser humildes e vamos pedir ajuda sim ! Ou então contratar esta ajuda.

3. Quem faz mais pontos? A batalha dos sexos depois do bebê

Esta parte do livro é bem interessante. Trata-se da concorrência do casal, não-intencional, de que quem fez mais tarefas do que o outro. O porquê disso? Eu entendo muito bem o que é isso. Na verdade é o seguinte, agora o tempo é bem escasso para cada um resolver as suas coisas, ter um tempo reservado pra fazer o que gosta, assistir um filme, fazer uma atividade física, assistir novela, jogar vídeo-game, sei lá, tomar umas, cada um tinha sua rotina. E com a chegada do filho o casal tem bastante coisa pra fazer para o filho. Dar banho, arrumar a roupa dele, dar remédio, ficar com ele (porque ele não pode ficar sozinho), trocar fralda, dar papinha, fazer papinha, fazer dormir…e etc. E como o filho é do casal, não é justo que só um (mãe ou pai, muitas vezes a mãe) fique com toda esta responsabilidade. Fazendo com que ela fique extremamente cansada e estressada, não sendo bom para o bebê e nem para o casal.

É imprescindível então dividir algumas tarefas, dizendo quem fica responsável pelo quê. Planejar compromissos e comunicá-los ao(à) marido/esposa. Enfim, entrar num acordo de tempo x responsabilidade que seja justo e bom para todos. A saúde do casamento depende muito disso agora. O casal deve se planejar e se acertar para saber usar bem o seu tempo. Cada um com sua nova responsabilidade (ser pai e mãe) mas tentando manter e atender as suas necessidades como pessoa e como casal também.

Por experiência própria, isto leva um bom tempo até que tudo se organize. É preciso ter paciência, paciência, e realmente pensar que isto é uma fase e que tudo vai se ajeitar, que não deixa de ser mesmo verdade.

4. A “vida sexual” dos novos pais Coitus non existus

Não é verdade que depois dos filhos não há vida sexual para o casal. É só um pouco verdade…rs

Nós mulheres sabemos que quem sofre mais com abstinência sexual são os homens. Mas as mulheres de uma certa forma também sofrem com isso. Mas só se dão conta dessa necessidade quando conseguem reservar um tempo para isso.

Sexo ainda é um assunto tabu. Porque as pessoas ainda não conseguem conversar abertamente sobre isso. Menos a minha mãe…rs

Esta parte do livro dá relatos de como os casais vivem essa mudança em suas vidas. Com a chegada do filho, a mãe (antes esposa) está mais cansada, sem tempo para cuidar de si, que dirá ter disposição sexual. Ainda mais que a mulher precisa de uma preparo mais elaborado para isso. Elas precisam se sentir atraentes, lindas, bem arrumadas, perfumadas, um sex appeal. Mas com os filhos, são só leite, papinha, roupa suja, cocô, xixi.. e etc…

O casal pós filhos precisa agora reservar um tempo para namorar, reservar um tempo para o casal fazer coisas juntos. Sair só o casal, num barzinho, ir ao cinema e até ir ao motel. Para aqueles que podem contar com a ajuda da família este assunto é bem mais fácil de se resolver. Talvez às vezes não, porque algumas mães não deixam os seus filhos por nada..ehehe (será que me incluo neste tipo de mãe?).

Engraçado que esses dias eu estava assistindo aquele filme “American Pie – Reunion (Reencontro)” e o ator principal estava justamente conversando com o pai sobre esta falta de sexo após o nascimento do filho. E o pai estava dizendo pra ele que eles tinham que reservar um momento para isso. 

O fato é que com a chegada do filho, o tempo diminui para muitas coisas. Então é preciso conversar sobre o assunto e planejar juntos um meio de não ficar só na rotina.

No começo, nos primeiros meses de vida do bebê, a situação é mais complicada. Mas depois as coisas vão tomando forma. E lendo o livro, acho também que a parte de promover o ato sexual depois da chegada do filho, em um casamento, depende muito mais da mulher do que do homem. Então mulherada, vamos colaborar para nossa saúde !!! Mental e física !!! 

Não percam o resumo dos próximos capítulos do livro listados abaixo. Beijos e até a próxima !

5. Sogros e vilões Família em conflito

6. Aumentando a produção e entregando os pontos Quanto mais filhos, maior é a confusão

7. Definindo prioridades E agora, para onde vamos?

Epílogo Será que aprendemos alguma coisa?

Anúncios

Um comentário em “Meu resumo sobre o livro Casamento à Prova de Bebês – Parte 1

  1. Samantha parabéns pelo resumo, eu estou acompanhando. Não vou comprar o livro porque acho um R$ 25 jogado no lixo. Sou pai, a vida que eu e minha esposa tínhamos durante 5 anos mudou drasticamente com a chegada da nossa filha. Mudou drasticamente para MELHOR!!! Foi difícil no começo claro, existe desafios é claro, porém somente quem não tem maturidade ou tem filhos somente por um “status” é que comenta o que tem no começo do livro de vida destruída e toda aquela baboseira… Nossa filhota esta agora com 1 ano e 8 meses. A vida sexual claro que muda, mais pra melhor, tem mais romance, brincadeira, aquele “corre que se não não dá tempo”. Eu gosto muito de tudo. Ajudo o máximo que posso minha esposa porque aí sobra tempo para ela ser a mulher linda e maravilhosa que eu amo… Todo mundo ganha assim! Eu passo mais tempo com a filhota, ela descansa um pouco do dia, a filhota dorme, a gente assiste filme, namora, conversa… Filhos vem para completar nossa vida e fazer ela diferentemente maravilhosa! Se o título fosse “Casamento maravilhoso com a vinda do bebê” eu comprava. Como é isso, sinto muito, não consegui passar da 3ª página (arquivo pdf da web). Vou ficar com a minha esposa e filha, dar atenção a elas que eu ganho mais… E pra ler um ÓTIMO resumo eu vou acompanhar o seu… gosto dos comentários, bem mais equilibrados do que as 3 escritoras e mães do livro. Parabéns e estou aguardando as atualizações… Sucesso e muitas felicidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s